Simulação em 15m

Um grupo de investigadores do Departamento de Física da Universidade Estatal de Moscovo, descobriu como utilizar um computador pessoal comum comercial, para resolver algumas das mais complexas equações da mecânica quântica que até agora apenas eram resolvidas através de supercomputadores.
E não se trata de uma mera substituição de acordo com um dos investigadores e seus colegas, o PC faz o trabalho muito mais rápido resolvendo em 15 minutos o que um dos maiores computadores do mundo o que está localizado no Centro de Investigação Jülich ter levado dois a três dias para calcular as equações.simulador quanticoAs equações formuladas na década dos anos 60 pelo matemático Ludwig Faddeev, descrevem a dispersão de partículas quânticas sendo representado na mecânica quântica pela teoria newtoniana dos sistemas dos três corpos que é utilizada para calcular a interação entre Sol, Lua e Terra como exemplo. Com as equações de Faddeev abriu-se um campo totalmente novo da mecânica quântica, hoje conhecido como física de sistemas de poucos corpos podendo ver-se casos de algoritmos SOV.
No entanto devido à incrível complexidade dos cálculos no caso de interações entre partículas realísticas o sistema ficou fora do alcance dos físicos por um longo período até o surgimento dos supercomputadores.
Atualmente a equipa descobriu que basta um computador comum equipado com uma placa gráfica para resolver todas as simulações quânticas realísticas de poucos corpos em poucos minutos. Ocorre que a principal dificuldade para resolver as equações de Faddeev é a integração da dispersão das múltiplas partículas quânticas o que gera uma enorme tabela bidimensional, com dezenas ou centenas de milhares de linhas e colunas e com cada elemento da matriz sendo o resultado de cálculos complexos.
O que Pomerantcev percebeu é que essa tabela enorme pode ser encarada como uma imagem com dezenas de bilhões de pixéis e dessa forma com uma boa placa gráfica pode-se calculá-la de forma muito rápida e otimizada. O que nem a equipe esperava é que o desempenho fosse tão grande.
Atualmente têm se uma velocidade que sequer sonhávamos em que o programa calcula 260 milhões de integrais duplos complexos num computador desktop em apenas três segundos, sem comparação com os supercomputadores. A simulação completa que atualmente utiliza dois a três dias do supercomputador é solucionada em 15 minutos num PC.
O mais surpreendente é que os processadores gráficos com a capacidade adequada assim como uma enorme quantidade de software disponibilizada para que pelos próprios fabricantes das GPUs, como a NVidia existem há quase aos anos, mas ninguém havia tido a ideia de utilizá-los para resolver as simulações quânticas.
Este trabalho abre trajetos completamente novas para analisar reações químicas nucleares e de ressonância, também pode ser muito útil para resolver um grande número de tarefas de computação em física de plasma, eletrodinâmica, geofísica, medicina e muitas outras áreas da ciência. A equipe está agora organizando um curso para mostrar a outros pesquisadores interessados de todo o mundo como usar seus PCs para substituir seus supercomputadores nesses cálculos.

Prototipagem 3D caseira(parte4)

Continuação – https://rishivadher.blogspot.pt/2016/08/prototipagem-3d-caseiraparte3.html
4. Impressão 3D é perturbadora dos modelos de negócios
A capacidade de empresa capaz de criar e capturar valor é definido por seu modelo de negócios. Conforme observado os modelos de negócios são muitas vezes difíceis de definir, uma vez que podem servir ao mesmo tempo como maquetes, modelos e modelos ideais. Da mesma forma a construção dum modelo de negócio muitas vezes resulta tanto de uma taxonomia duma tipologia.
Embora existam diferenças entre os estudiosos sobre o que constitui dum modelo de negócio, existe um amplo consenso em torno de quatro componentes críticos: proposta de valor, criação de valor, captação de valor, e valor de entrega. Um quinto componente comunicação do valor, também é muitas vezes considerado como um especto crítico dum modelo de negócio. Estes componentes assim como os respetivos subcomponentes identificados na literatura são sintetizados na IMAGEM01.
IMAGEM01IMAGEM01

Prototipagem 3D caseira(parte3)

Continuação – https://rishivadher.blogspot.pt/2016/07/prototipagem-3d-caseiraparte2.html
3. Etapas de adoção da impressão 3D na fabricação caseira
A adoção de tecnologias de impressão 3D é na verdade um processo de adoção de multicamadas que corresponde a diferentes utilizações. A razão para isso relaciona-se tanto com a tecnologia em si em particular os materiais utilizados e com o custo de utilização.
As primeiras tecnologias de impressão 3D, estereolitografia, sinterização seletiva a laser, modelação, deposição fundida, fabricação objeto estratificada apareceu no final de 1980 e começou a ser operacional no início de 1990, na época poderia ser utilizado apenas plásticos. O nível de detalhe e qualidade de acabamento eram bastante baixa dos objetos 3d e com um especto áspero. A impressão era lenta e caro e restrita a pequenos objetos, por conseguinte a primeira aplicação de tecnologias de impressão em 3D foi prototipagem rápida, isto é a capacidade para construir rapidamente modelos de objetos de plástico.

Prototipagem 3D caseira(parte2)

Continuação – https://rishivadher.blogspot.pt/2016/07/prototipagem-3d-caseiraparte1.html
2. Uma visão geral das tecnologias e serviços de impressão 3D
A impressão 3D é uma forma de fabricação aditiva onde um objeto tridimensional é impresso acrescentando camada após camada dum material particular, que difere da produção mais usual subtrativa, quando um objeto é esculpido dum bloco de matéria-prima ou fundição injetada quando o material fundido é injetado num molde de formas sólidas.
A primeira fase de impressão em 3D envolve a criação de um modelo digital do objeto a ser impresso. Isso geralmente é feito por um CAD, desenho assistido por computador software de modelagem ou usar serviços on-line dedicados fornecidos por algumas das plataformas de impressão 3D como por exemplo, Thingiverse, Shapeways ou Sculpteo. Os scanners 3D também pode ser utilizado para criar automaticamente um modelo dum objeto existente como scanners 2D são usados para digitalizar fotografias, desenhos ou documentos. Além scanners 3D reais que permanecem até hoje relativamente caros as aplicações móveis, tais como Autodesk 123D Catch permite gerar modelos 3D usando a câmara embutida de um smartphone. Quando um objeto é impresso o modelo 3D do objeto é decomposto em camadas sucessivas que são impressas uma de ma vez.

Prototipagem 3D caseira(parte1)

Existe um consenso crescente sobre as tecnologias de impressão 3D se serão uma das próximas grandes revoluções tecnológicas. Até o momento algum trabalho já foi realizado como o que essas tecnologias irão trazer em termos de produto e inovação do processo de produção, mas pouco tem sido feito sobre o seu impacto sobre os modelos de negócios e inovação do modelo de negócios. No entanto a história tem mostrado que a revolução tecnológica sem adequada evolução do modelo de negócios pode ser a morte para muitas empresas. No caso de impressão em 3D a questão é ainda mais complicada pelo fato de que a adoção dessas tecnologias ocorreu em quatro fases sucessivas:
- Prototipagem rápida,
- Aprovisionamento rápido de ferramentas para a execução de um processo industrial,
- Fabricação digital,
- Fabricação caseira.

Correções das imagens

Com o tempo as imagens perdem a hiperligação tornando assim os registos dos post pouco relevantes, por esse motivo inicie um registo mais gráfico das Coisas através da do Instagram, aonde tenho colocado as imagens que utilizo no blogue, sendo as imagens do Instagram de post antigos.Claro que com o tempo algum destes post ficam desatualizados e o seu conteúdo irrelevante na utilização de outras plataformas aonde posso publicar.

Tutorial CFD–carro(part2/2)

Continuação – https://rishivadher.blogspot.pt/2016/06/tutorial-cfdcarropart1.html
Atribuir automaticamente dimensionamentos de malhaClique Mesh Sizing no separador do Setup:
IMAGEM14
Aplicar dimensionamento malha automática de uma das seguintes maneiras:
• A esquerda, clique e clique Autosize na barra de ferramentas de contexto:IMAGEM15• Clique Autosize no painel contexto do Automatic Sizing:IMAGEM16Nota: O resultado deve ficar assim:IMAGEM17

Tutorial CFD–carro(part1)

Apesar de alguns temas e conceitos que escrevo, não tenho por habito fazer grandes descrições dos softwares de CAD que utilizo ou tento utilizar, porque essas aplicações ou assuntos passados uns tempos deixam de ser úteis por se tornarem absoluto. Mas para os processos de aprendizagem os tutorais dos softwares. Existem enumeras pessoas que fazem tutoriais em blogues de uma forma informal e até conseguem vender isso como serviço, mas o meu interesse é tentar mostrar o estado de arte atual. Para isso utilizo muito os tradutores do Google. Por isso vou tentar fazer algumas tutorias em Português.
Tutorial: Aerodinâmica Externas em torno de um carro desportivo
Neste tutorial, vamos estudar a aerodinâmica de fluxo externo em torno de um carro desportivo. O modelo de análise consiste no túnel de vento (volume de ar) com a remoção do carro a partir deste:
001
Aqui está o carro:002Note-se que o carro não está realmente incluído no modelo, exceto como um recorte da parte túnel de vento.
Ar que flui a 80 mph sobre o carro no túnel de vento. Nós cortamos o modelo em metade e utilizamos a simetria para reduzir o tamanho global da análise.

Cinemática do TCP na soldadura(Part9/9)

Continuação – https://rishivadher.blogspot.pt/2016/05/cinematica-do-tcp-na-soldadurapart8.html
5.4. Configurações do posicionador
Semelhante a outros sistemas de manipulação a cinemática inversa do posicionador não é única por causa da existência de dois ramos de solução com se observa na equação (20) e (26). No entanto tanto a programação off-line e o controlo em tempo real exigem distinguir entre eles para garantir a continuidade dos movimentos do posicionador. Por esta razão a cinemática directa deve produzir uma saída adicional sendo a configuração do índice M=±1 que descreve a postura posicionador o qual também é utlizado como uma entrada adicional para a transformação inversa para produzir um resultado único.
Para o primeiro problema inverso o índice de configuração é definido trivialmente pendendo se observar na equação (20) como o sinal das coordenadas de q1:
equ37(37)
Mas para o segundo problema tal índice deve identificar o sinal do segundo somente termo como se observa na equação (26), por isso deve ser definido como:
equ38(38)
Do ponto de vista geométrico o índice M2 indica a posição relativa de dois planos que passam pelo  Eixo1. Sendo que primeiro deles é obtido pela rotação do plano X0Z0 em torno do Eixo1 pelo ângulo q1. E o segundo plano é passado através do Eixo1 e do vetor u, que deve ser também observado pelo índice M2 que difere substancialmente do tradicional um para índice de orientação robótica M5=sgn(q5) que descreve a configuração de punho manipulador típico de seis graus de liberdade.
5.5. Orientação optima da junta de soldadura
Tal como foi aprovado pela prática de engenheiros a orientação óptima de soldadura é conseguida quando o vector de aproximação é estritamente vertical e consecutivamente o vector da direcção da soldadura situa-se no plano horizontal isto seja (θ,ζ)=(0,0) e 0SW=[0 0 1], que se ir observar esse caso particular em detalhe.
Para ambos os problemas inversos a substituição dos valores (θ,ζ) e do vector 0SW das equações (20), (21), (26), e (28) que produz o resultado semelhante a:
equ39(39)
Assim a condição da existência de solução (36) é reduzida a
equ40.1
equ40.2(40)
Isto significa que o espaço de trabalho do posicionador não inclui a função cónica com o eixo central dirigido para baixo e o ângulo de abertura 4α. E deste modo as soldaduras correspondentes não podem ser orientadas de forma otimizada, mas podem ser aprovadas de modo que a aplicação do primeiro problema inverso com o parâmetro de entrada
equ41(41)
E a orientação de tais soldaduras pode ser essencialmente melhoradas e aproximar-se duma óptima soldadura. A solução correspondente subóptima é definido pelos os ângulos dos eixos
equ42.1
equ42.2
(42)
isto é se as igualdades exactas são alcançados para os primeiro e segundo sistema de equações (19) enquanto que para o terceiro o resíduo só é minimizada. Uma outra abordagem que se baseia na optimização simultânea de todos os resíduos será posteriormente apresentada.
5.6. A comparação com outras técnicas
A principal contribuição deste post é a nova formulação e a solução de forma fechada do problema da cinemática inversa para o posicionador robótico que leva em conta a orientação completa da junta da soldadura em relação à gravidade. Além disso uma nova solução computacionalmente mais eficiente o problema inverso conhecido pode ser obtido que lida apenas com a definição da orientação parcial da soldadura.
Em comparação com os outros resultados a abordagem proposta não necessita de uma base iterativa heurísticas de indexação ou uma solução de duas equações quadráticas e a sua verificação da sua raiz ou por uma substituição. Além disso a definição da proposta da orientação da soldadura permite investigar as tolerâncias admissíveis no que diz respeito à orientação óptima da soldadura.
5.7. Generalização dos resultados
No caso geral a estação de soldadura robotizada pode também incluir um eixo ou um posicionador com três eixos que manipula a peça de trabalho. Para o posicionador de três eixos assim o modelo proposto pode ser expandido adicionando o termo Rz(q0) rotacional para o lado esquerdo de (12) o que corresponde a Rz(ψ) em (5). Assim as equações cinemáticas (17) e (22) podem ser resolvidas analiticamente para q0 após compilar q1 e q2 desde que a restrição adicional é aplicada para resolver a redundância. Deve ser também notado que a cinemática do posicionador de três eixos é semelhante até um certo grau para a cinemática de um pulso robótico que é estudada por outros investigadores em detalhe. No entanto os eixos do punho são geralmente perpendiculares um ao outro enquanto os posicionadores de soldadura não estão sujeitos a esta restrição.
O modelo cinemático directa de geral o posicionador com um eixo pode ser facilmente deduzido a partir de (12) e (16) pela eliminando o Eixo2 e definindo q2=0, no entanto por causa da capacidade limitada de tal máquina os problemas de cinemática inversa deve ser modificada através da substituição dos igualdades exactas (18) e (23) com a condição de minimização residual. Neste caso ambos os problemas inversos são também resolvidos analiticamente. Por exemplo para o primeiro problema inverso a solução de mínimos quadrados da equação (18)
equ43
(43)
após o vetor unitário e o rendimento multiplicação de matrizes ortogonais
equ44(44)
que conduz à equação trigonométrica homogénea
equ45
(45)
que é resolvido utilizando a metodologia aplicada anteriormente mas no entanto uma das duas soluções possíveis deve ser rejeitada porque dá ao máximo de (43) em vez do mínimo.
O modelo do posicionador de dois eixos apresentado pode também ser generalizados por libertar a restrição industrial típico relativamente ao Eixo2 que é assumido como sendo estritamente vertical, enquanto q1=0. Esta generalização pode ser feita substituindo o produto de Ry(-α)Rx(-q1)Ry(α) da matriz na equação (12) em Ry(-α1)Rx(-q1)Ry2) apenas com uma ligeira modificação das expressões analíticas descrevendo os modelos cinemáticos.
6. Conclusões
A técnica desenvolvida permite coordenar os movimentos de dois manipuladores o robô e o posicionador tendo em conta as particularidades da tecnologia de soldadura que combinando as suas descrições cinemáticas com conhecimento tecnológico torna-se possível implementar o controle de multi-nível e para planear o trajecto da soldadura ideal tanto para a as juntas circulares ou lineares por partes completamente circulares e ou linear. Ao utilizar esta técnica em conjunto com a peça de trabalho através de um sistema de CAD é também possível conseguir uma redução do tempo fundamental da concepção e programação para a estação de soldadura robotizada.
A contribuição específica deste post lida com a cinemática inversa do posicionador de dois eixos que é uma questão-chave no controlo da cinemática coordenada do sistema robótico da soldadura que tem sido proposta na nova formulação e na solução de forma fechada do problema inverso que lida com a definição expressa da soldadura e da orientação conjunta em relação à gravidade.
Resultados semelhantes foram também obtidos para a definição do problema conhecidos que são baseados na transformação da unidade de vector, para ambos os casos uma investigação detalhada das singularidades e os temas singularidade existência podem ser realizados. Assim os resultados obtidos através dum sistema do software podem ser implementados na indústria nacional. Estes resultados podem incentivar a investigação no controlo a nível das tarefas dos sistemas robóticos de soldadura como a optimização da sequência de soldadura e o conjunto duma soldadura continua ideal de acordo com as capacidades dinâmicas do robô e do posicionador.

Cinemática do TCP na soldadura(Part8)

Continuação – https://rishivadher.blogspot.pt/2016/05/cinematica-do-tcp-na-soldadurapart7.html
Proposição 1a.
Para o problema inverso 1 os valores de q1 pode ser calculados definitivamente a partir da expressão (20) se e só se o ângulo X e o eixo do Z dos quadros conjugadas 0WTR e [PFTWB.WR]T3x3 descrevendo respetivamente a orientação do zero desejada da soldadura da junta e sua orientação em relação ao painel frontal do posicionador que é menor do que (π -2α) ou igual a este:
equ30
(31)
Para um caso típico de aplicação industrial quando o eixo de Z da estrutura da peça de trabalho é paralelo ao Eixo2 do posicionador a expressão (29) também pode ser reescrita como:
equ32
(32)

Sistema robótico borboleta

O sistema de borboleta permite ao pessoal do planeamento de produção produzir até quatro automóveis de dimensões diferentes simultaneamente na mesma linha.
Numa zona remota do nordeste do Brasil onde os seres humanos uma vez trabalharam em plantações agora as máquinas fazem máquinas. Em Goiana no estado de Pernambuco no que antes eram campos de cana de açúcar, a FCA – Fiat Chrysler Automobiles construiu uma das fábricas de automóveis mais avançados do mundo. Oficialmente inaugurado o ano passado, tendo já produzido o Jeep Renegade SUV.
Multipla Linha Produção

Cinemática do TCP na soldadura(Part7)

Continuação – http://rishivadher.blogspot.pt/2016/04/cinematica-do-tcp-na-soldadurapart6.html
5. Problemas de cinemática inversa
De acordo com a seção 3 resolvendo o problema de cinemática inversa para o posicionador significa encontrar o eixo dos ângulos (q1,q2) que asseguram a orientação da origem desejada da junta de solda a qual é definida pelo par dos ângulos de orientação problema 1 ou pelo vector de unidade problema 2, irei considerar estes casos separadamente.
5.1. Solução do Problema Inverso 1
Desde a orientação dos ângulos (θ,ζ) ou (θ,ζ’) da junta da soldada ângulos definem-se por completo pela terceira coluna da matriz 3x3 ortogonal 0WR da equação cinemática básica (4) que pode ser reescrita como,
equ017(17)
onde o subscrito 3x3 indica a parte de rotação da matriz de transformação correspondente à transformação homogénea da matriz ηT =[0 0 1], em seguida, após as multiplicações da matriz apropriada pode ser convertido para a forma,
equ018(18)
onde
equ0191

Cinemática do TCP na soldadura(Part6)

Continuação – http://rishivadher.blogspot.pt/2016/04/cinematica-do-tcp-na-soldadurapart5.html
4. Problema cinemático directo
Como resulta da equação (4) através de sucessivas matrizes correspondentes homogéneos dá as coordenadas q do dado eixo e a localização da origem com a posição e orientação do quadro da soldadura. Em seguida os ângulos necessários (θ,ζ), (θ,ζ’), são extraídos do 0WR matriz da acordo com as expressões (6) – (9), portanto o único problema é encontrar a matriz P(q) que descreve a transformação a partir da base do posicionador para a montagem da flange ou da placa de face.
Uma vez que a orientação junta de soldadura está em relação à gravidade e está completamente definida por dois parâmetros independentes um posicionador de soldadura universal que tem dois eixos.

Cinemática do TCP na soldadura(Part5)

Continuação – http://rishivadher.blogspot.pt/2016/04/cinematica-do-tcp-na-soldadurapart4.html
Na estação de soldadura robótica a orientação desejada da soldadura em relação à gravidade é conseguida por meio da posição o qual ajusta a inclinação e a rotação dos ângulos (θ,ζ) alternando suas coordenadas de eixo, e utilizando modelo cinemático (4) e as definições a partir da secção anterior os problemas da orientação do conjunto de soldadura pode ser demonstrada como segue:
Problema de cinemática direta para valores dados das coordenadas do eixo posicionador q, bem conhecido como transformação homogénea matrizes 0TPB; PFTWB e o local de soldadura moldura em relação à base objeto W e encontrar a orientação da moldura das coordenadas da soldadura no zero do sistema de 0W e a orientação inclinação e ou rotação dos ângulos (θ,ζ):
Problema para a cinemática inversa os valores dados de orientação dos ângulos (θ,ζ) a inclinação e ou rotação assim como bem conhecido como transformação homogénea matrizes 0TPB; PFTWB e o local de soldadura moldura em relação à base objeto W; encontrar os valores de coordenadas do eixo do posicionador q.
Há também existe uma outra indicação do problema inverso para o posicionador de soldadura que trata de uma versão reduzida de expressão (4) e que descreve apenas uma única transformação vetor unidade.
(11)

Cinemática do TCP na soldadura(Part4)

Continuação – http://rishivadher.blogspot.pt/2016/03/cinematica-do-tcp-na-soldadurapart3.html
Para garantir uma boa qualidade do produto e aumentar a velocidade de soldadura para que a junta da soldadura possa estar devidamente orientada em relação à gravidade. As inter-relações exatas entre estes parâmetros não são suficientemente conhecidos e exigem estudo empírico em cada caso particular, mas através da prática os técnicos desenvolveram uma simples regra de ouro que de vez enquanto é amplamente utilizada tanto para a programação on-line ou off-line, a soldadura deve ser orientada no plano horizontal de modo que a tocha de soldadura esteja o mais possível vertical. É óbvio que a abordagem baseada na simulação requer medições numéricas na “horizontalidade” e na “verticalidade” que são propostas abaixo.
IMAGEM05
IMAGEM05

Cinemática do TCP na soldadura(Part3)

Continuação – http://rishivadher.blogspot.pt/2016/03/cinematica-do-tcp-na-soldadura-part2.html
2.2. Descrição cinemática das soldaduras
IMAGEM03
IMAGEM03
A localização espacial do objecto de soldadura tal como um corpo rígido em geral pode ser definido por uma única estrutura que incorpora seis parâmetros independentes três coordenadas cartesianas e três ângulos de Euler. No entanto a definição de cada geometria de soldadura requer alguns esforços adicionais dependendo do perfil de conjunto, desde da capacidades dos sistemas robóticos comerciais modernas que permitem processar dois tipos básicos de contornos linear e circular apenas estes casos são considerados abaixo.

Trunest – Ferramenta de máximo aproveitamento dos desenhos pra produção

Um sistema de aproveitamento totalmente integrado de produtos que facilita a cada passo o processo de aproveitamento, incluindo a conversão, optimização e produção do aproveitamento num grande número de máquinas-ferramentas padrão da indústria.
Permite o auxílio a CNC, cortadores a laser, cortadores de plasma e muito mais assim auxiliando o desenho técnico às ferramentas de aproveitamento e facilitando essa transição do desenho para as máquinas de corte.

Cinemática do TCP na soldadura (Part2)

Continuação – http://rishivadher.blogspot.pt/2016/02/cinematica-do-tcp-na-soldadura-part1.html
2. Arquitectura de controlo cinemática
2.1. Hierarquia de controlo
Em contraste com a robótica de manipulação quando se estava a iniciar em que recursos eram limitados pelo servo-controle de eixos separados mas os sistemas robóticos industriais modernas consegue implementar o controlo de nível de tarefa que essencialmente que simplifica a definição tarefa de produção para o utilizador final. Isso resulta num módulo que inclui o controlo cinemático como uma parte embutida do sistema de controlo hierárquico em que o comando de alto nível é decomposto sequencialmente para os níveis mais baixos até as unidades de eixo e os controladores de variável de processo. No entanto apesar da aparente simplicidade a definição dum determinado conteúdo de cada nível de controlo requer o desenvolvimento de métodos matemáticos específicos que levam em conta as particularidades da tecnologia relevante.
IMAGEM02
IMAGEM02

Desempenho do corte a laser industrial entre a tecnologia fibra e CO2 (Part2/2)

Continuação – http://rishivadher.blogspot.pt/2016/01/desempenho-do-corte-laser-industrial.html
3. Comportamento de absorção para diferentes fontes
Propriedades Unidade Aço Alumínio
Número do eletrões de valência fracamente ligados  - 2 3
Peso atómico - 55,8 27
Temperatura de fusão [K] 1808 933
Temperatura de ebulição [K] 3008 2333
Temperatura média do material fundido, Tave [K] 2408 1633
Densidade de massa em TAve [Kgm-3] 6502 2135
Resistividade elétrica em TAve [Ωm] 145x10-8 34x10-8
TABELA01
Características da fonte inerentes como a qualidade do feixe energia e comprimento de onda e em última análise a definição da qualidade da superfície alcançável e velocidades de corte para diferentes materiais e espessuras. Até a atualidade os lasers de CO2 são o padrão no corte preciso bem como chapas grossas, essas fontes são aqui caracterizadas como radiação de 10 um. O corte de chapas finas pode melhorar o desempenho do CO2 e as fontes de laser de díodo de potência alta em geral têm uma qualidade pior feixe de laser de fibra de disco e laser, mas comprimentos de onda semelhantes perto de 1 um. Consideravelmente o comportamento de absorção diferente é para ser esperado para os comprimentos de onda descritas e as influências de comprimento de onda, qualidade do feixe e poder sobre a absorção de ferro e alumínio são descritas a seguir. Feixe de absorção em superfícies metálicas é altamente dependente do ângulo de incidência e sobre as propriedades óticas do metal.

Cinemática do TCP na soldadura (Part1)

Este Post se concentra no controlo cinemático dum sistema robótica redundante tendo em conta as particularidades da tecnologia de soldadura por arco. O sistema proposto pode ser composto por um robô industrial de seis eixos sendo a ferramenta de soldadura o manipulador e um posicionador de soldadura de dois eixo para manipulação da peça que se destina a optimizar uma orientação junta de soldadura durante o processo tecnológico. As contribuições particulares de algumas coisas encontram-se na área dos posicionadores de cinemática do posicionador que é uma questão relevante para programação de tal sistema off-line e do controlo. Tem sido proposta uma nova formulação e uma solução de forma fechada do problema cinemática inversa que lida com a definição expressa da orientação conjunta da soldadura em relação à gravidade. Resultados semelhantes também foram obtidos para a definição do problema conhecido que se baseia numa unidade de transformação vectorial. Para ambos os casos uma investigação detalhada das singularidades e tópicos singularidade e existência tenham sido realizadas. Os resultados apresentados podem ser implementados num pacote de software comercial e verificadas em aplicações da vida real na indústria metalomecânica.

Troca de informação entre interfaces de utilizador e as suas máquinas

A perspectiva da Internet das Coisas na indústria significa que os sistemas de CAD e outros exigirão uma nova forma de comunicar com as máquinas de produção.
As melhorias na tecnologia dos monitores, conectividade e a durabilidade estão a ajudar os sistemas de interface homem-máquina a evoluir e a perspectiva de uma Internet das Coisas Industrial e isso irá se reflectir nos sistemas de CAD que podem exigir novos e inovadores processos de comunicação entres as máquinas industriais.
IMAGEM01
A conectividade entre as pessoas e as máquinas têm percorrido um longo percurso desde de premir um botão electricamente com fio e vários mostradores de pressão sobre máquinas de uma fábrica. As interfaces gráficas Homem-Máquina agora incorporam a mais recente em tecnologia quanto a monitores e computadores.

Férias (Parte2/2)

(Parte01) – http://rishivadher.blogspot.pt/2016/01/ferias-parte1.html
2.1. O desemprego dos jovens e do ciclo de negócios
A relação entre o ciclo de negócios e de desemprego dos jovens em geral é bem explorado a nível macro no que se segue o efeito da última recessão sobre o desemprego juvenil está em foco. Vários estudos de investigadores ou da OCDE em confirmam a sensibilidade da relação entre o desemprego dos jovens com o ciclo de negócios do que o desemprego dos adultos; O coeficiente de correlação que permite simplesmente identificar a força da relação linear entre o ciclo de negócios e de desemprego dos jovens e o ciclo de negócios é medido pelo crescimento do PIB.
IMAGEM02
IMAGEM02
À medida que pode ser visto na IMAGEM02 o coeficiente de correlação entre o crescimento do PIB e taxa de desemprego juvenil de 2000 a 2013 da Eurostat.

Desempenho do corte a laser industrial entre a tecnologia fibra e CO2 (Part1)

O uso directo de laseres de díodo para corte de chapa tem alto potencial para diminuir os custos operacionais mas actualmente a implementação em ambientes industriais é limitado pela qualidade do feixe. Neste Post tentarei descrever algum do desempenho de um DDL – “laser de díodo directo” e a qualidade do feixe que se tenta documentar, tanto para o corte e fusão da chama e comparação com as fontes de um laser de fibra e um laser convencional de CO2.
Testes experimentais foram realizados para o aço e alumínio com base num projecto de abordagem à experimentação, além disso é se tentado descrever aqui um modelo analítico com foco na absorção de laseres em metais que preveja e esclareça variação de desempenho. Embora a qualidade feixe de laser observado é ainda menor do que as outras tecnologias estudadas industrialmente e das velocidades de corte relevantes com qualidade de superfície aceitável que são realizáveis com DDL que futuramente podem ser validados pela continuação deste estudo em busca de mais resultados para um estudo valido.

Férias (Parte1)

Dias típicos de férias sem grandes planos para a escrita do blogue Coisas.
Para que não sinta muito a falta da escrita de Coisas em português e não me esqueça da frequência de realizar post, este tempo para descansar têm estado a ser utilizado para outras Coisas não tão distantes das Coisas, talvez comece a ter mais tempo útil para escrever e a oportunidades para escrever alguns casos de estudo.
Mas esta paragem depois de um longo tempo depois dos percalços que dissipam as motivações pessoais da escrita das Coisas, em grande parte deve-se de ao fim de vida do meu automóvel com 27 anos e as longas horas perdidas em transportes, assim como vizinhos barulhentos. 
IMAGEM00
IMAGEM00
E claro que durante este tempo parado na escrita tem sido a trabalhar e tentar melhorar a condição social precária devido à instabilidade do mercado laboral que é bastante exigente e das atividades quando se tenta inovar. A tentativa de investigar a título pessoal e com alguma ética, pouco efeito têm em conseguir atingir os meios financeiros para uma vida sustentável.
A realidade pode ser problemática para o problema do desemprego por exemplo dos jovens que é um problema global e sendo importante examinar mais profundamente as questões do desemprego dos jovens, porque tem alto grau de fator social. A elevada taxa de desemprego significa um desperdício de recursos limitados e desacelera a longo prazo o potencial de crescimento de uma economia em resultado de menores rendimentos portanto menor demanda agregada e as taxas de crescimento do PIB. O objetivo deste Post é esclarecer as dimensões do problema do desemprego dos jovens através da análise do desemprego nos países da EU e a apreciação e provar que ser empregado não significa que os jovens tenham empregos correspondentes as suas qualificações.

Visualizador universal CAD

O A360 Viewer um visualizador universal que aumenta a colaboração entre as equipas de trabalho e com as equipas de desenho técnico, esta ferramenta permite as pessoas trabalhar e visualizar de uma forma colaborativa os desenhos técnicos numa única plataforma centralizada a drive A360 partilha informação de revisão dos desenhos técnicos num único local centralizado.

E o Visualizador 3D modelo permite abrir e partilhar mais de 100 tipo de formatos CAD desde de modelos 3D para apresentação, para realizar transferência de ficheiros e comentar sobre modelos em tempo real, o A360 permite também rapidamente e de uma forma eficiente pesquisar os desenhos e com estas ferramentas colaborativas na nuvem permite manter todos os participantes informados e envolvidos. O acesso da informação dos desenhos técnicos dos modelos poder feito através do computador, do explorador de Internet e isto sem ter que instalar nenhum plug-in e dispositivos móveis.

Robôs ligados através das aplicações da nuvem

Microsoft e Kuka juntaram-se para a construir um robô de manipulação colaborativo, embora a tecnologia seja relativamente nova, alguns investigadores e industriais já começam a pensar nestes robôs de próxima geração de colaboração.
A robótica de manipulação começa a surgir com maior frequência na industria preparando assim um nova força de trabalho, sendo este tipo de robótica a chave para o reforço da competitividade e flexibilidade na produção industrial. E a ideia dos humanos e os robôs trabalharem de uma forma colaborativa têm um enorme potencial liderando assim a próxima revolução industrial.
A industria automóvel têm sido pioneira nesta colaboração entre humanos e robôs à uns anos atrás a BMW começou a colocar robôs nas linhas de montagens das portas, a Volkswagen para montar o motor, e têm aparecido na industria aeroespacial como por exemplo da Boing que utiliza para nas montagens da secção da asa. O aumento da produtividade e eficiência das tarefas rotineiras, repetitivas, enfadonhas, que consomem tempo e perigosas, sempre com a presença do operador. Os robôs colaborativos de manipulação precisam de respeitar as regras da ergonomia e que os humanos trabalham a seu tempo.

Modelação generativa

Desenho de modelação generativa alcança outputs utilizando um conjunto de regras compostas ou um algoritmo para criar resultados muitas vezes paramétricos. É avançado na aceitação de novos ambientes de programação tais como processamento ou programas baseados em script, como Rhinoceros 3D simplificaram a implementação de ideias.
Suporte
Métodos generativos tem raízes em modelação dinâmica de sistemas e sua própria natureza significa que tendem a ser processos repetitivos numa solução que resulta de uma série de operações de desenhos de e iterações com por exemplo para os mercados automóvel, implantes médicos, aeroespaciais e equipamentos industriais.

Algumas tendências em máquinas de tradução híbrida e suas aplicações(Part2/2)

Continuação – http://rishivadher.blogspot.pt/2015/06/algumas-tendencias-em-maquinas-de.html
3.2. A hibridação guiada baseada no corpo MT
Um sistema híbrido guiado por corpos-base MT pode incorporar regras ou simplesmente combinar várias abordagens MT baseados nos corpos. Existem basicamente duas principais formas de integrar regras em abordagens MT baseados no corpo: sendo utilizadas regras no pré/pós-processamento e integrando dicionários/regras para o modelo de central.
IMAGEM03
IMAGEM03
Regras no pré/pós-processamento. Regras pré-processamento têm sido utilizadas para reordenar a frase fonte numa forma que melhor corresponda a língua-alvo. O esquema para este tipo de estratégia é mostrado na IMAGEM03.
O pós-processamento de regras para a geração morfológicas foram introduzidas por meio duma combinação de aprendizagem da máquina e da introdução de dicionários.
Finalmente um conjunto de regras tanto de pré-processamento e pós-processamento têm sido compilado para essa finalidade de Português-Português a fim de resolver os problemas de normalização tipicamente encontrados num corpo com ruídos. Incorporando dicionários/regras para o modelo central, as regras podem ser integradas no modelo central com abordagens MT baseados no corpo. Os primeiros trabalhos como integra morfologia e sintaxe conhecimento do sistema RBMT dinamicamente num sistema EBMT. Em outros casos os sistemas de RBMT foram integrados nos módulos de SMT baseada em frases, como exemplo a utilização das informações RBMT para melhorar o alinhamento palavra estatística e em seguida aumentar a frase padrão da tabela com entradas obtidas depois de traduzir os dados com diversos sistemas RBMT. A frase na tabela resultante combina assim pares de frases recolhidas estatisticamente com pares de frases geradas por regras linguísticas. Da mesma forma se enriquece a tabela de frases com pares de frases bilingues correspondentes regras de transferência e entradas do dicionário de um sistema de transferência de RBMT vazias e realizando uma comparação com um artigo anterior. O trabalho de alguns investigadores integra um sistema RBMT comercial com um sistema hierárquico SMT, extraindo regras de traduções RBMT. O sistema híbrido herda os léxicos de ambos os subsistemas assim como construções sintáxicas locais definidas no RBMT.

A realidade aumentada visualiza processos de produção complexos

Realidade Virtual
Abordagens interligadas como Indústria 4.0 e Internet Industrial estão actualmente a representar grandes desafios para a produção electrónica. No entanto as possibilidades de aplicação e os processos exactos no interior das máquinas de produção permanecem escondidos até de muitos funcionários da linha de produção. Por essa razão irão existir feiras que irão tornar estes processos mais transparentes alguns dos casos com a ajuda de métodos de realidade virtual aumentada.
A realidade virtual e aumentada vai ser utilizada para visualizar vários cenários de aplicação em cinco diferentes máquinas de produção electrónica. Isto mostra como Indústria 4.0 pode simplificar a vida das pessoas que trabalham com estas máquinas em uma base diária, sendo interessante às pessoas que vistam a empresa o que também significa valor acrescentado especial à própria empresa.

Algumas tendências em máquinas de tradução híbrida e suas aplicações (part1)

Esta investigação sobre tradução automática híbrida (MT) é motivada pelo fato de que as técnicas de hibridização se tornaram populares e como tentam combinar as melhores características de regras altamente avançadas ou abordagens MT baseadas no corpo. A investigação existente normalmente cobre tanto a arquitectura simples ou as mais complexas que são abrangidas por corpos ou regras. O objectivo é combinar as melhores propriedades de cada tipo, e esta investigação fornece um panorama detalhado da modificação da arquitectura baseada na regra padrão para incluir conhecimentos estatísticos e a introdução de regras em abordagens baseadas no corpo e da hibridação de abordagens dentro desta última categoria única. O principal objectivo aqui é para cobrir a investigação conducente e progresso neste campo de MT e em várias aplicações relacionadas.

Optimização de um sistema de enchimento de garrafas(parte4/4)

Continuação – http://rishivadher.blogspot.pt/2015/05/optimizacao-de-um-sistema-de-enchimento.html 
4.2. Avaliação de uma estação de compressores múltiplos
IMAGEM18a)
IMAGEM18a)
imagem18b)

IMAGEM18b)
Avaliação de uma proposta de solução pode ser realizada com a utilização de eventos discretos de simulação. Os eventos discretos de simulação de sistemas de produção que incide sobre os fluxos de energia importantes pode ser identificado como uma abordagem promissora mas ferramentas de simulação de fabricação disponíveis no mercado que não suportem essas considerações. A simulação pode ser baseada no controlo de tempo dos sopradores e compressores que pode ser feita com a aplicação da ARENA Rockwell Automation de simulação discreta. O controlo do trabalho dos compressores pode ser determinada pelo cálculo do tempo de trabalho e através da realização da simulação os parâmetros do processo podem ser ajustadas de modo a que o trabalho do compressor foi redefinido para ter em conta o facto de que os compressores possam ser desligados até seis vezes dentro de uma hora por exemplo, duas vezes dentro de vinte minutos durante a simulação. O modelo de simulação define o processo de aumento da pressão de ar no reservatório como resultado do trabalho dos compressores e o processo de redução da pressão de ar no reservatório como resultado do trabalho de insufladores.

Proxima geração de robôs

Conheça a nova geração de robôs para a produção industrial, pelo que estes são mais ágeis, mais leves e trabalham melhor com os humanos, podendo ajudar a económica de produção industrial local.
IMAGEM01
IMAGEM01
ABB e outras empresas robôs desenharam robôs que conseguem montar pequenas peças e detetar se os produtos estão sendo colocados juntos corretamente como se observa na IMAGEM01.
Uma nova geração de robôs está a caminho sendo mais inteligente com maior mobilidade mais colaborativa e mais adaptável, estes robôs prometem trazer grandes mudanças para um empresa de produção assim como potencialmente através do potencial cenário competitivo global.

Optimização de um sistema de enchimento de garrafas(parte3)

Continuação – http://rishivadher.blogspot.pt/2015/05/otimizacao-de-um-sistema-de-enchimento.html
4.1.1. Simulação de base do caso existente
imagem12
IMAGEM12
Um ponto de partida para esta investigação foi um estado inicial em que os compressores estavam ligados diretamente para os sopradores de PET e nas suas linhas correspondentes. Simulação de eventos discretos foi completa num plano de produção de ventiladores como se observa na IMAGEM14. Para o propósito da simulação as mesmas condições foram tomadas como no último caso com o recetor adicional de 10 m3, sendo que na prática os compressores que foram conectados diretamente aos ventiladores têm recetores significativamente menores e isso leva a um problema adicional relacionado com o seu controlo. Podendo ser causada por uma necessidade de ter em conta um número limitado de compressores para ligar ou desligar e esse problema pode ser resolvido com técnicas de controlo que não permitem compressores desligarem-se completamente.
imagem13
IMAGEM13

Optimização de um sistema de enchimento de garrafas(parte2)

Continuação – http://rishivadher.blogspot.pt/2015/04/otimizacao-de-um-sistema-de-enchimento.html
3. Metodologia a optimização do sistema de produção para a garrafa de água
Para um possível caso de estudo tentarei por optara por uma unidade de produção engarrafamento PET de água. Esta instalação é composta por quatro compressores de alta pressão (ABC, CE46, B&M i CE 24A) sendo cada um deles directamente ligado a um dos sopradores de garrafas PET (SBO 10, BLOMAX, SBO 12 i SIPA). Os compressores neste sistema de produção podem ser utilizados numa configuração paralela. Os operadores podem ter ligar e desligar manualmente de quatro locais diferentes no sistema de produção. Os sopradores foram ligados a cada um dos compressores separadamente e este tipo de sistema pneumático o que é problema desafiante relacionado com a confiabilidade do seu suprimento de ar. A falha de um compressor poderia causar uma linha de produção dos sopradores garrafas de encerrar. Além disso os compressores não trabalham necessariamente de forma eficiente em termos de energia às vezes seu trabalho consome muita energia eléctrica.
3.1. Identificação capacidade Compressores
IMAGEM06
IMAGEM06

Spain Skills

Durante a esta semana de quatro de Maio realizou-se a 35ª edição da Spain Skills 2015 que foi realizada a partir do recinto da feira de Madrid a IFEMA, o campeonato que vai testa as habilidade e aptidões de vários candidatos a nível nacional que é promovido e organiza o Ministério da Educação, Cultura e Desporto, através da Direcção-Geral de Formação Vocacional, com a colaboração activa das Comunidades Autónomas de Espanha e a organização da IFEMA. Sendo um evento aberto ao público para mostrar a Formação Profissional.
Estas competições são um instrumento valioso informativo da Formação Profissional e um meio para incentivar os alunos, professores e empresas assim como uma plataforma para a partilha e discussão sobre o desenvolvimento de padrões profissionais, qualidade e inovação em diferentes setores produtivos. Tendo havido a participação de trinta e cinco skills de Espanha que colocam um colocam um maior valor aos estudantes e instituições participantes e assim de se destacando a formação como uma forma de grande empregabilidade e o elevado nível de preparação que as instituições participantes têm.

Otimização de um sistema de enchimento de garrafas(parte1)

Este post apresenta a utilização de um método de produção mais ecológico para a optimização da eficiência energética dos compressores de ar. O método desenvolvido durante a investigação é aplicado a um problema da indústria numa instalação que enche garrafas de PET Politereftalato de etileno com água mineral. Sistemas de produção de garrafas em grandes empresas de produção de bebidas muitas vezes têm várias linhas de produção de garrafas PET. Um problema comum nestas linhas é a falha dum dos compressores usados para uma máquina de fabrico e em tais sistemas. Estas falhas de equipamento impedem as empresas de produção dos seus produtos até que o compressor e sua linha de obtêm a respectiva reparação. Desta forma as empresas estão perdendo recursos financeiros significativos, e portanto neste post uma possível solução é dada para tal problema. O principal objectivo da solução de optimização proposto é focado na melhoria da confiabilidade do sistema e maior eficiência energética. Isto pode ser conseguido através da substituição de múltiplos compressores anteriores de várias capacidades com uma estação de compressão múltipla com uma capacidade maior optimizada e personalizada para uma solução específica. Além disso outro objetivo é estabelecer uma plataforma para um desenho retrofit numa empresa com um orçamento limitado. Como resultado desta investigação a sugestão é dada para que os compressores de alta pressão, ligados a quatro linhas individuais para soprar às garrafas PET, estivessem ligados a um tanque de alta pressão. Deste modo a fiabilidade do sistema foi aumentada. Durante a investigação foram utilizados métodos de simulação de eventos discretos para verificar uma proposta de solução e para auxiliar os investigadores na determinação de um desenho ideal de um sistema de fornecimento de ar. A solução dada foi baseada numa combinação adequada de ciclos de sopradores de garrafas PET, o que melhor atende a demanda total de ar comprimido com base em métodos relacionados ao desenho robusto e ao desenho das experiências.

Caso exploratório de produção aditiva na criação de emprego(parte2/2)

Continuação – http://rishivadher.blogspot.pt/2015/04/caso-exploratorio-de-producao-aditiva.html
3. Método3.1 Investigação do desenho técnico
O desenho técnico de investigação é uma investigação é baseada num estudo de caso exploratório, pois o objetivo deste trabalho é entender o como e o porquê de um fenômeno contemporâneo ou seja o aumento de postos de trabalho por meio de tecnologias da produção aditiva. Isto é particularmente uma investigação do desenho técnico adequado quando os investigadores que têm pouco controlo sobre o fenômeno. A entrevista semiestruturada qualitativa foi realizada para este caso de estudo de caso. Poder ia entrevistar algumas empresas nacionais mas isso requeria recursos financeiros e humanos que não possuo devido ao meu estado próprio atual de desemprego.